A Secretaria Municipal de Agricultura, Meio Ambiente e Turismo (SEAMAT) de Campo Novo firmou um termo de cooperação com a Empresa S. Pereira de Reciclagem garantindo um importante avanço para a coleta de lixo no município.

Com esse termo, a referida empresa cederá para o município uma prensa enfardadeira de material reciclável que será utilizada pelo Projeto Menos Lixo Mais Saúde, para facilitar a revenda do lixo reciclável produzido no município.

Anteriormente, o lixo reciclável recolhido no município era separado por voluntários, depois embalado e vendido sem prensar. Desta forma havia muito gasto com o transporte do material até a cidade de Ariquemes, onde é a sede da empresa, uma vez que o mesmo possui um volume muito maior.

Como contrapartida, a SEAMAT firmou compromisso de vender todo o material produzido através do projeto, exclusivamente, para a empresa que, por sua vez, comprometeu-se a pagar sempre o valor comum de mercado, sem nenhum desconto decorrente do empréstimo da prensa.

Outra conquista foi referente ao transporte do material, o qual era de encargo da administração municipal e, agora, a empresa se comprometeu a recolher os blocos de lixo aqui em Campo Novo sempre que atingir um determinado volume.

“Há pouco tempo, a separação desse lixo que pode ser reciclado era feita por um voluntário que realizava o serviço em troca do valor da venda do material. Atualmente, dia estamos desprovidos de pessoal que realize esse serviço e, por isso, a prefeitura está se preparando para contratar trabalhadores para a função”, declarou Isac da Cunha Santana, Secretário Municipal de Agricultura, Meio Ambiente e Turismo.

“Como não existem pessoas que vivam exclusivamente do serviço de reciclagem em nossa cidade, que seria a nossa prioridade, a contratação será feita de forma direta. Esses trabalhadores vão receberão um salário, pois o valor das vendas não é equiparado ao salário mínimo vigente, e terão uma participação nas vendas como uma forma de incentivo à produção”, explicou a Assessora de Programas e Projetos Especiais, Marcia Xavier Pereira, “mas tem algumas exigências que são impostas pela legislação e que nós iremos observar na hora da contratação, mas nós vamos entrar em detalhes disso mais para frente”.

Coleta Seletiva

Atualmente a coleta seletiva de lixo está paralisada em Campo Novo e isso tem sido motivo de reclamação por parte da comunidade, em especial de comerciantes, mas, de acordo com informações repassadas pela secretaria, o serviço será normalizado assim que recomeçar o funcionamento dos trabalhos no centro de separação de lixo.

“Nós tivemos imprevistos e acabamos por interromper a coleta seletiva, mas já elaboramos um cronograma da coleta seletiva para todo o município e, em breve, retornaremos ao normal para alcançar mais esse avanço para Campo Novo”, disse Marcia.

Marcia explicou que apesar de não haver coleta direta nos comércios e residências, “o centro de coleta continua disponível para quem quiser depositar seu lixo reciclável mas que é importante ressaltar que o Centro é, exclusivamente, para esse tipo de resíduo. O lixo comum (não reciclável) continua sendo recolhido normalmente e encaminhado para o aterro sanitário no município de Ariquemes”.

Lixão

Campo Novo de Rondônia faz parte do CISAN, Consórcio Intermunicipal de Saneamento da Região Central de Rondônia, uma parceria que permitiu a extinção do lixão a céu aberto do município, conforme determina a legislação ambiental.

Infelizmente algumas pessoas não estão contribuindo e criando “mini lixões” tanto na cidade quanto na zona rural, causando grande avaria ao meio ambiente.

“Essa ação de jogar lixo no meio ambiente é prejudicial e desnecessária, já que a coleta de lixo não foi interrompida”, explicou Márcia, “a Secretaria de Meio Ambiente está sempre disponível para a população que necessita de ajuda na questão do lixo. Quem quiser é só nos procurar que nós buscaremos um meio de solucionar o problema sem agredir a natureza.”

Thiago Laurencio
Departamento de Imprensa e Comunicação
Prefeitura Municipal de Campo Novo de Rondônia

Sem comentários.

Deixe uma resposta

O e-mail não será publicado. Requerido(*).