Somos cientes que queimar resíduos ou vegetação sem autorização é crime.

A legislação brasileira conta com inúmeras leis e regulamentações que regulam o uso do fogo. O descumprimento de tais normas se enquadra em crime ambiental passível de multa e prisão. Quando falamos em uso do fogo indevidamente não falamos apenas em queimadas na zona rural, mas qualquer prática de queima seja na zona rural ou urbana.

Mesmo correndo o risco de sofrerem punições, muitas pessoas ainda não tomaram conta do risco que é usar o fogo indevidamente. Talvez por falta de entendimento quanto à todas as consequências que tal ato provoca. Além do risco de tomar multa ou punições mais severas, existem inúmeros malefícios que a fumaça traz para a saúde humana, como complicações nas vias respiratórias, rinite, asma, bronquite, Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), doenças cardiovasculares, insuficiência respiratória, pneumonia e até câncer.

A inalação da fumaça traz malefícios a curto e longo prazo dependendo da quantidade de fumaça inalada. Para os idosos e recém-nascidos o risco é muito maior.

Além da fumaça afetar nossa saúde, também afeta a saúde de fauna e flora. Os animais sejam domésticos ou selvagens também sofrem com os problemas de se respirar fumaça. Além do mal de se respirar a fumaça, muitos animais e plantas acabam sofrendo contato direto com as chamas, onde acabam por perder a vida.

Nos casos de espécie em risco de extinção a cada morte as chances de se extinguir aumenta. Além disso ainda se corre o risco de o fogo alcançar uma pastagem com gado em que além de se perder a pastagem ali cultivada o gado presente pode vir a óbito. Além dos problemas causados à vida, existem também os prejuízos financeiros que o fogo pode provocar. Quando o uso do fogo não é controlado o risco de se colocar fogo em lugares de alto valor e importância como residências, lavouras e pastagem é alto.

No caso de queima de pastagem com fins de reformá-lo é necessário esclarecimentos aos donos das propriedades rurais quantos as consequências provocadas pela queima da pastagem velha, como destruição dos nutrientes fundamentais para qualquer cultura vegetativa, como o potássio, fósforo e nitrogênio, morte de microrganismos que auxiliam no desenvolvimento do capim, redução da umidade do solo levando a sua compactação, desencadeio do processo erosivo e outras formas de degradação do solo, aumento da liberação de dióxido de carbono (uma das principais causas do aquecimento global), polui e destrói nascentes, águas subterrâneas e rios, destrói habitats naturais, aumento da acidez da terra, além da alta quantidade de fumaça lançado no ar que viaja por quilômetros provocando transtornos por onde chega.

Somente quando a população estiver por inteiro consciente da importância de se preservar o meio ambiente alcançaremos a sustentabilidade.

Queimada é Crime! Denuncie! Telefone para denuncias: (69) 3239-2478.

Sem comentários.

Deixe uma resposta

O e-mail não será publicado. Requerido(*).