COMUNICADO: SEAGRI suspende Rodada de Negócios da Rondônia Rural Show de Campo Novo

A Secretaria de Estado de Agricultura (SEAGRI) suspendeu através do Ofício-Circular nº 43/2020/SEAGRI-GGPP, de 17 de março de 2020, a Rodada de Negócios da Rondônia Rural Show que aconteceria nos dias 26 e 27 de março aqui em Campo Novo de Rondônia.

A suspensão é uma medida preventiva em resposta ao surto de coronavírus que está se espelhando a cada dia mais pelo território brasileiro.

Além da Rodada de Negócios de Campo Novo, também foi suspensa a Rodada de Negócios de Nova Califórnia, Distrito do Município de Porto Velho, que aconteceria entre nos dias 19 e 20 de março.

Os eventos serão remarcados em datas oportunas assim que possível.

Apesar da medida tomada, a SEAGRI não cancelou a realização da 9ª Rondônia Rural Show, maior feira de agronegócios da região norte, que está marcada para acontecer entre os dias 26 a 30 de maio de 2020 em Ji-Paraná. Entretanto, informou que fará avaliações periódicas, com base nas recomendações e determinações dos órgãos de saúde competentes, e que emitirá comunicados quinzenais sobre a realização das atividades previstas.

CONFIRA A ÍNTEGRA DO OFÍCIO 43/2020/SEAGRI-GGPP ABAIXO!

Texto: Thiago Laurencio – Assessoria de Imprensa e Comunicação.

SEAMAT inicia Programa de Aquisição de Alimentos 2020

A Secretaria Municipal de Agricultura, Meio Ambiente e Turismo de Campo Novo de Rondônia iniciou na última terça-feira, dia 28, a execução do PAA – Programa de Aquisição de Alimentos 2020.

O PAA é um programa do Governo Federal que utiliza recursos do Ministério do Desenvolvimento Social para incentivar a agricultura familiar e assistir entidades públicas e filantrópicas através do apoio ao fornecimento de uma alimentação de qualidade a pessoas carentes e crianças da rede de ensino público.

A SEAMAT coordena o PAA em Campo Novo desde Junho de 2019, anteriormente esse papel era desempenhado pela EMATER-RO.

Na primeira aquisição de 2020, foram recolhidos mais de 490 Kg de alimentos entre mamão, abóbora, banana, verduras e legumes que serão utilizados nas refeições da Escola Cassiano Ricardo, Escola 15 de Outubro, Escola e Creche Paulo Coelho, Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) e no Abrigo Municipal.

Ao todo serão R$ 25.305,45 (vinte e cinco mil, trezentos e cinco reais e quarenta e cinco centavos) em alimentos que serão comprados diretamente dos 6 produtores cadastrados no programa.

“Além de garantir uma alimentação saudável e diversificada para todos os que são atendidos pelas entidades, o PAA ainda fomenta a agricultura familiar ao comprar o produto direto dos produtores rurais de Campo Novo”, explicou a Coordenadora do PAA, Tamires da Silva.

Texto: Thiago Laurencio – Assessor de Imprensa e Comunicação

Fotos: Divulgação

Programa Plante Mais distribui mudas de café clonal para agricultores de Campo Novo

A Secretaria Municipal de Agricultura, Meio Ambiente e Turismo (SEAMAT) de Campo Novo de Rondônia realizou a entrega de 12.720 mudas de café clonal para os agricultores do município.

Essa ação faz parte do Programa Plante Mais, desenvolvido pela Secretaria de Estado de Agricultura (SEAGRI), que tem o objetivo de incentivar o crescimento da agricultura familiar no Estado de Rondônia.

Ao todo, seis famílias de agricultores foram beneficiadas com aproximadamente 2.100 mudas cada.

Além da entrega das mudas, a SEAMAT ainda oferece assistência técnica especializada para auxiliar os produtores no plantio e cuidados com a lavoura.

Texto: Thiago Laurencio – Assessor de Imprensa e Comunicação

Fotos: Divulgação

Fomento: Prefeitura de Campo Novo participa do 2º Encontro Estadual de Turismo

O 2º Encontro Estadual de Turismo aconteceu durante os dias 23, 24 e 25 de Outubro no Município de Cacoal e juntou Prefeitos, Secretários e empresários ligados ao Turismo em Rondônia.

Com 3 dias de duração e uma extensa grade de palestras e debates, o encontro teve o objetivo de fomentar o turismo regional através da capacitação de Municípios e empresas que atuam ou pretendem atuar no ramo.

Catiele Oliveira, servidora da Secretaria Municipal de Agricultura, Meio Ambiente e Turismo (SEAMAT) de Campo Novo, representou a Prefeita Valdenice Domingos e o Secretário da SEAMAT Moisés Oliveira no evento.

Turismo em Campo Novo

Com belezas naturais raras, Campo Novo foi inserido recentemente no Mapa Turístico de Rondônia e conta com um projeto, já em andamento, para a regularização e a exploração sustentável do Ecoturismo Regional.

Para isso, diversos órgãos e entidades estão reunidos para garantir o crescimento da economia local, a partir da abertura desse novo ramo de negócios, mas sem prejudicar a Biodiversidade.

Por Thiago Laurencio – Assessor de Imprensa e Comunicação.

QUEIMADA É CRIME! DENUNCIE!

Somos cientes que queimar resíduos ou vegetação sem autorização é crime.

A legislação brasileira conta com inúmeras leis e regulamentações que regulam o uso do fogo. O descumprimento de tais normas se enquadra em crime ambiental passível de multa e prisão. Quando falamos em uso do fogo indevidamente não falamos apenas em queimadas na zona rural, mas qualquer prática de queima seja na zona rural ou urbana.

Mesmo correndo o risco de sofrerem punições, muitas pessoas ainda não tomaram conta do risco que é usar o fogo indevidamente. Talvez por falta de entendimento quanto à todas as consequências que tal ato provoca. Além do risco de tomar multa ou punições mais severas, existem inúmeros malefícios que a fumaça traz para a saúde humana, como complicações nas vias respiratórias, rinite, asma, bronquite, Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), doenças cardiovasculares, insuficiência respiratória, pneumonia e até câncer.

A inalação da fumaça traz malefícios a curto e longo prazo dependendo da quantidade de fumaça inalada. Para os idosos e recém-nascidos o risco é muito maior.

Além da fumaça afetar nossa saúde, também afeta a saúde de fauna e flora. Os animais sejam domésticos ou selvagens também sofrem com os problemas de se respirar fumaça. Além do mal de se respirar a fumaça, muitos animais e plantas acabam sofrendo contato direto com as chamas, onde acabam por perder a vida.

Nos casos de espécie em risco de extinção a cada morte as chances de se extinguir aumenta. Além disso ainda se corre o risco de o fogo alcançar uma pastagem com gado em que além de se perder a pastagem ali cultivada o gado presente pode vir a óbito. Além dos problemas causados à vida, existem também os prejuízos financeiros que o fogo pode provocar. Quando o uso do fogo não é controlado o risco de se colocar fogo em lugares de alto valor e importância como residências, lavouras e pastagem é alto.

No caso de queima de pastagem com fins de reformá-lo é necessário esclarecimentos aos donos das propriedades rurais quantos as consequências provocadas pela queima da pastagem velha, como destruição dos nutrientes fundamentais para qualquer cultura vegetativa, como o potássio, fósforo e nitrogênio, morte de microrganismos que auxiliam no desenvolvimento do capim, redução da umidade do solo levando a sua compactação, desencadeio do processo erosivo e outras formas de degradação do solo, aumento da liberação de dióxido de carbono (uma das principais causas do aquecimento global), polui e destrói nascentes, águas subterrâneas e rios, destrói habitats naturais, aumento da acidez da terra, além da alta quantidade de fumaça lançado no ar que viaja por quilômetros provocando transtornos por onde chega.

Somente quando a população estiver por inteiro consciente da importância de se preservar o meio ambiente alcançaremos a sustentabilidade.

Queimada é Crime! Denuncie! Telefone para denuncias: (69) 3239-2478.

Secretaria de Meio Ambiente realiza palestra de conscientização com crianças do Bairro Nova Vida

A Secretaria Municipal de Agricultura, Meio Ambiente e Turismo de Campo Novo de Rondônia realizou na ultima quinta-feira, dia 12, uma palestra de conscientização com o tema “Lixo”.

Realizada no Conjunto Habitacional do Bairro Nova Vida, a palestra era direcionada a crianças do Escolinha de Futebol do Professor Erlei mas os alunos estenderam os convides aos amigos, pais e vizinhos, resultando em um grane publico.

O tema “Lixo” foi debatido com as crianças de forma lúdica, conversando sobre os diferentes tipos de lixo, lixo reciclável e não-reciclável, como fazer a separação e até mesmo os serviços de coleta de lixo em Campo Novo e a destinação do material coletado.

A palestra foi organizada e apresentada pelos servidores da SEAMAT, Tamires da Silva, Catiele Oliveira, Josilane Pinto e Marionildo Landinho.

Por: Thiago Laurencio – Assessor de Imprensa e Comunicação!

Delegação de Campo Novo participa do V Seminário Internacional Perspectivas Florestais para Conservação da Amazônia

Aconteceu durante os dias 14, 15 e 16 de agosto, no município de Porto Velho, o V Seminário Internacional Perspectivas Florestais para Conservação da Amazônia.

Ao todo, foram 14 palestras e cinco mesas redondas, distribuídos durante os três dias de evento, com a participação de organizações do terceiro setor, entes públicos e privados com atuação no sudoeste da Amazônia em projetos voltados ao desenvolvimento regional, conservação da biodiversidade e mitigação das mudanças climáticas.

Entre os temas que foram discutidos, estiveram redes de articulação, conservação da biodiversidade, desenvolvimento econômico, povos tradicionais, mitigação climática e tecnologias, sempre ligando esses pontos as formas de uso e ocupação dos solos na Amazônia.

Os representantes de Campo Novo de Rondônia, enviados pela Secretaria Municipal de Agricultura, Meio Ambiente e Turismo (SEAMAT), foram o Secretário Moises Ferreira Oliveira Filho, o fiscal ambiental Marionildo de Almeida Landinho e a agente administrativa Catieli Oliveira de Sousa.

O Seminário

O Seminário foi uma realização do Centro de Estudos Rioterra, executora do projeto Semeando Sustentabilidade, que tem o patrocínio da Petrobras através do Programa Petrobras Socioambiental e contou com a participação de várias instituições como a Ação Ecológica Guaporé – Ecoporé (RO), SOS Amazônia (AC), Universidade Federal do Paraná – UFPR (PR), Ministério do Meio Ambiente – MMA (DF), Latin America Forum Berlim – LAF (Alemanha), Biofílica (SP), Associação de Desenvolvimento Rural de Juruena – Aderjur (MT), Jabuti Filmes (RJ), Operação Amazônia Nativa – OPAN (AM/MT), Instituto Federal de Rondônia – IFRO (RO), Pacto das Águas (RO) e Energy Transition (Alemanha).

O projeto Semeando Sustentabilidade nasceu da proposição do Centro de Estudos da Cultura e do Meio Ambiente da Amazônia – Rioterra em parceria com a Universidade Federal de Rondônia-UNIR, Prefeitura de Itapuã do Oeste e Instituto Chico Mendes, representado pela gerência da Floresta Nacional do Jamari.

Devido a sua implementação e importância para região no tocante a conservação da biodiversidade e fixação de carbono, o projeto foi renovado em 2018. O projeto é realizado nos municípios de Porto Velho, Candeias, Itapuã do Oeste, Rio Crespo e Cujubim/RO, tem a pretensão de envolver e impactar positivamente os setores público e privado, bem como atores das zonas rural e urbana, beneficiando-os com a recuperação de áreas degradadas e/ou alteradas, fortalecimento das organizações sociais, inclusão de gênero, assessoria técnica e extensão rural para agricultores familiares e cadastramento ambiental rural/CAR para que se regularizem ambientalmente.

O projeto trabalho muito em cima da educação ambiental, comunicação, produção de mudas e recuperação de áreas degradadas.

Eventos como este incentivam e instruem como desenvolver trabalhos ambientais de maneira a balancear o desenvolvimento econômico e social com a conservação ambiental.

Com informações de SEAMAT.

Thiago Laurencio – Assessor de Imprensa e Comunicação.

SEAMAT e ICMBio realizam Pit Stop de conscientização sobre queimadas

A Secretaria Municipal de Agricultura, Meio Ambiente e Turismo (SEAMAT) em parceria com o Instituto Chico Mendes para Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Programa Áreas Protegidas da Amazônia (ARPA) e a Policia Militar, realizou, durante a tarde da ultima quinta-feira dia 20, uma campanha em favor da Conscientização Ambiental para que se evite a pratica de queimadas.

Pela cidade e em pit stop, os colaboradores realizaram esclarecimentos acerca dos malefícios causados pela queima de resíduos, além de colagem de adesivos e entrega de abanador com os dizeres QUEIMAR É CRIME.

A ação faz parte das estratégias de combate a queimadas desenvolvido pelos órgão de Meio Ambiente uma vez que nessa época do ano é muito comum a incidência de queimadas, tanto urbanas quanto rurais, quanto de incêndios originados dessas queimadas.

É sabido que todos os brasileiros estão sofrendo atualmente com as queimadas e a repercussão é mundial. Dessa forma a SEAMAT espera que com essa campanha contribua com uma parcela dos trabalhos necessários para a conscientização integral da sociedade quanto a se evitar queimadas, seja de lixo doméstico, florestas, pastos ou qualquer outra queima ilegal.

Somente quando a população estiver consciente de seu papel fundamental é que atingiremos a preservação ambiental.

Com informações de SEAMAT.

Thiago laurêncio – Assessor de Imprensa e Comunicação.

Cooperativismo: Pecuaristas se organizam para buscar direitos em negociação com laticínios

Aconteceu na Câmara Municipal de Campo Novo de Rondônia, durante a tarde da última sexta-feira (16), uma reunião com pecuaristas de todo o município e a Diretoria da Cooperativa Agropecuária Dos Produtores De Leite De Rolim De Moura (COOAPROLIM).

O objetivo dessa reunião foi a apresentação da cooperativa para os pecuaristas de Campo Novo, junto com a proposta de representação oficial. Em outras palavras, foram apresentadas aos pecuaristas o que é a COOAPROLIM, quais suas ações nos últimos anos e quais as vantagens de se tornarem cooperados.

Essa ideia surgiu após uma mobilização com produtores de leite de todo o estado que perceberam a necessidade de se organizar para buscar legalidade e negociar o preço do litro do leite com os laticínios que comercializam.

Ao todos, 57 agricultores de todo o município estiveram presentes na reunião que contou também com a presença da Prefeita de Campo Novo de Rondônia, Valdenice Domingos Ferreira, do Presidente da COOAPROLIM, Roberto Diniz, do secretário e representante do projeto S.O.S. Leite, Aumari Guedes, do produtor e representante do leite do município, Marcelo Trento, e do representante do Deputado Lazinho da FETAGRO, Léo Bueno.

A reunião contou com a colaboração da Secretaria Municipal de Agricultura, Meio Ambiente e Turismo representada pela Diretora do Departamento de Controle Sanitário Animal e Vegetal, Josilane Pinto de Souza, e pela Gerente de Fomentos Agrícolas, Tamires da Silva.

Mobilização

Há aproximadamente 4 meses, um grupo de pecuaristas de Campo Novo de Rondônia estava conversando por um aplicativo de mensagens sobre a insatisfação que sentiam após um laticínio, que compra grande parte da produção leiteira da região, diminuir, sem aviso, 40 centavos do valor pago ao produtor por litro de leite.

Nessa conversa, o produtor rural Marcelo Trento surgiu com a ideia de criar mais grupos com outros produtores do município que também se encontravam descontentes e assim se organizar para ter mais força ao negociar com o referido laticínio, como fazem alguns produtores da Linha C6 onde Marcelo mora.

O que não se esperava era a dimensão que essa atitude tomaria: O que era um grupo com poucos participantes multiplicou-se e em apenas dois dias atingiu um total de 10 grupos, lotados de produtores de leite de todo o estado que também buscavam lutar por um preço mais justo para o leite vendido.

Após esse pontapé inicial, líderes dos produtores buscaram apoio parlamentar para lutar por seus direitos chegando a realizar uma audiência pública em Porto Velho, momento onde foram aconselhados pelo Deputado Estadual Lazinho da FETAGRO a buscar se organizar em forma de associação para obter mais legalidade nas negociações.

Foi assim que alguns produtores conheceram a Cooperativa Agropecuária Dos Produtores De Leite De Rolim De Moura, a COOAPROLIM.

COOAPROLIM

Ativa há 18 anos, a COOAPROLIM é atuante em Rolim de Moura e região. Suas ações vão desde a representação legal de seus cooperados até o fornecimento de produtos agropecuários e diversificados a preço de custo para seus cooperados, além de ser proprietária da Amazon Leite, marca que surgiu em Campo Novo como ideia dos pecuaristas organizados e se tornará a marca comercial oficial da cooperativa.

Após as devidas alterações estatutárias a COOAPROLIM é agora uma cooperativa nacional e busca novos cooperados que assim como os produtores de Rolim de Moura, Campo Novo de Rondônia e muitos outros, desejam um preço justo para seu produto.

Thiago Laurencio – Assessor de Imprensa e Comunicação

Prefeita Val realiza tratativas para instalação de viveiro da CEPLAC

A Prefeita de Campo Novo de Rondônia, Valdenice Domingos Ferreira, esteve reunida com o Superintendente da Comissão Executiva de Planejamento da Lavoura Cacaueira (CEPLAC), João Batista Nogueira, durante a terça-feira, dia 6 de agosto.

Durante a reunião foram realizadas tratativas para a instalação de um viveiro de mudas de Cacau Clonal no município, atitude essa que irá aumentar a produção de cacau e fomentar a economia local.

Também ficou acordado a cedência do prédio onde funcionava, antigamente, a CEPLAC em Campo Novo. A Prefeitura, que já arcava com as despesas do imóvel, poderá utilizar o prédio para instalação de departamentos de acordo com a necessidade da administração.

Além da Prefeita Val e do Superintendente João Batista, a reunião contou com a presença do Secretário Municipal de Agricultura, Meio Ambiente e Turismo de Campo Novo, Moisés Ferreira Oliveira Filho, do Chefe do CEPEX/CEPLAC, Amarildo Pinheiro, e do Vereador Marco Aurélio.

Thiago Laurencio – Assessor de Imprensa e Comunicação